O Uso da Toxina Botulínica em Casos de Fissura Anal

Escrito por Dr. Jorge Ortiz em Quarta, 16 Janeiro 2013. Posted em Perguntas Frequentes

A fissura anal é uma úlcera elíptica localizada no ânus. É causada pelo esforço evacuatório em 80% dos casos e nos 20% restantes é causado por quadros de diarreia. É um quadro extremamente doloroso que piora durante o ato da evacuação, podendo a dor perdurar por até 2 horas após a evacuação, vindas geralmente acompanhadas por sangramento anal, que pode ser visualizado no vaso sanitário ou no papel higiênico. Em alguns casos, devido as fortes dores que surgem durante o ato da evacuação, o individuo pode se tornar constipado – ter intestino preso – pelo receio da dor que aparece durante o ato da defecação.
Outra causa para aparecimento da fissura anal é em quadros de qualquer cirurgia anal, onde um dos efeitos indesejáveis é a fissura anal residual, que tem quadro semelhante à descrita acima. Sabemos que a região posterior do canal anal apresenta menor suprimento sanguíneo que o restante do canal anal, daí, portanto, sua localização geralmente ser posterior no canal anal. Também é conhecido que o canal anal é o responsável pelas sensações de quente e frio e sólido ou gás, do conteúdo que vem do reto para ser evacuado através do canal anal, além de ser, esta mucosa, a responsável pelo quadro de dor. Ora, se o musculo anal é redondo e se existe quadro de dor, a resposta como em todo o músculo do corpo é a sua contração e esta por sua vez leva a uma diminuição do fluxo de sangue que chega à mucosa do ânus. Levando a um círculo vicioso, ou seja, a dor provoca a contração do músculo, que por sua vez leva à diminuição do sangue no canal anal, impedindo a cicatrização da fissura que mantem o quadro de dor, reiniciando assim todo o processo.

O tratamento clássico para a fissura anal é a cirurgia, onde se corta, parcialmente, o músculo do ânus (o esfíncter anal interno). Apesar de ser o tratamento com melhor resultado clínico para a cura da fissura, apresenta duas desvantagens: A primeira é que tem que ser realizada em centro cirúrgico com anestesia e internação hospitalar, e a segunda é a possibilidade de um quadro de incontinência fecal, ou seja, perda de fezes; esta pode ocorrer em até 2% dos casos de fissuras anais operadas, sendo mais frequente em mulheres que em homens e em mulheres que tiveram partos normais. O tratamento é muito difícil, visto que as cirurgias para reconstrução do esfíncter anal interno apresentam resultados ruins.

Surge então uma nova possibilidade pra o tratamento da fissura anal. É o tratamento com toxina botulínica. Pelas experiências dos cirurgiões plásticos que a utilizam para a correção de rugas ou marcas faciais, sabemos que a toxina botulínica leva a um quadro de relaxamento muscular, aumentando, portanto, o fluxo sanguíneo no canal anal e consequentemente à cicatrização da fissura anal e do quadro de dor.

A sua aplicação é em consultório, não necessitando de internação. Logo após a aplicação o paciente já pode ir para casa e retornar às atividades normais no dia seguinte. O quadro de dor desaparece em 24 ou 48 horas e a fissura cicatriza em cerca de 4 a 8 semanas. Diferente da cirurgia, não apresenta risco de desenvolver incontinência fecal e sua taxa de cura é de cerca de 82 a 89% segundo vários autores.

O procedimento com toxina botulínica já está sendo realizado na Clínica CEDIG.

Autor:

Dr. Jorge Ortiz

CRM 50.937

  • Possui graduação em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1984);
  • Mestrado em medicina (cirurgia) pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1996);
  • Estagiou com o Professor Michael Keighley na Universidade de Birminghan – Inglaterra;
  • Atualmente é Médico Cirurgião - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Médico do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual, Cirurgião do Hospital Santa Isabel e Cirurgião Primeiro Assistente em Cirurgia - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo;
  • É especialista em distúrbios da evacuação.

www.drjorgeortiz.com.br